Françatur Operadora

logo-Françatur28anos-TURISMO

Câmbio – 24/07/2024 |  Dólar – R$ 5,75 | Euro R$ 6,25 |

Câmbio – 24/07/2024 |  Dólar – R$ 5,75 | Euro R$ 6,25 |

Albânia Clássica – 08 dias

Print Friendly, PDF & Email

Fechada para estranhos durante grande parte do século 20, a Albânia sempre foi o enigma da Europa mediterrânea. Até bem recentemente, suas montanhas onduladas, cidades-fortalezas e praias cintilantes eram apenas um boato na maioria dos mapas de viagens. Mas, com o fim de uma tendência particularmente brutal de comunismo em 1991, a Albânia timidamente abriu seus portões.

Os primeiros turistas curiosos a chegarem descobriram uma terra onde antigos códigos de conduta ainda prevaleciam e onde o vento assobiava através dos restos despedaçados de antigos sítios gregos e romanos meio esquecidos.

Um quarto de século depois de livrar-se das algemas do comunismo, o deslumbrante cenário montanhoso da Albânia, castelos em ruínas, capital turbulenta e praias de sonho que rivalizam com qualquer outra no Mediterrâneo continuam a encantar. Mas se apresse aqui, porque conforme a notícia se espalha sobre o que a Albânia está escondendo,

ALBANIA  CLÁSSICA  –  8  DIAS 

DATAS  DE  CHEGADA   EM TIRANA : 2024  

JULHO : 21 AGOSTO : 4  –  18 SETEMBRO  :  1-15
OUTUBRO : 6 – 20 NOVEMBRO: 3 DEZEMBRO : 22

Dia 1 (domingo) TIRANA

Chegada ao Aeroporto Internacional de Tirana “Madre Tereza”. Transfer para o hotel. Alojamento.

Dia 2 (segunda-feira) TIRANA-POGRADEC-KORÇA (165 kms)

Café da manhã. Partida para Pogradec, cidade às margens do Lago Ohrid, o lago mais profundo dos Balcãs e um dos lagos mais antigos do nosso planeta. Continuamos em direção a Korça, importante centro cultural do sudeste do país cercado por altas montanhas. Visita panorâmica da cidade com o seu centro histórico de casas senhoriais do início do século XX, a Catedral Ortodoxa e o antigo bazar otomano. Alojamento.

Dia 3 (terça-feira) KORÇA-PËRMET-GJIROKASTËR (200 kms)

Café da manhã. Saída pela pitoresca paisagem entre as montanhas até chegar a Permet, conhecida como a “cidade das rosas”. Esta pequena localidade é famosa pela sua música folclórica, personalidades literárias e boa gastronomia, com destaque para a doçaria, os chamados “gliko” ou conservas. Visitamos a Igreja Ortodoxa de Santa Maria com os seus ícones notáveis, construída no século XVIII em Leusa. Visitamos a “Igreja de Leusa”. Para chegar lá teremos que caminhar 3 km (quase 1 hora e meia). A caminhada tem belas vistas panorâmicas, belos afrescos na igreja e um mosteiro em frente. Todo o edifício é construído em pedra e revestido com uma pedra rara. À tarde chegamos ao centro histórico medieval de Gjirokastra, que foi reconstruído na época otomana, e é por isso que esta característica ainda hoje é preservada com suas casas que parecem torres. Passeio panorâmico por esta cidade-museu declarada Patrimônio da Humanidade. Alojamento.

Dia 4 (quarta-feira) GJIROKASTËR-BUTRINT-SARANDA (82 kms)

Café da manhã. Começamos o nosso dia com um passeio pela cidade de pedras, Gjirokastër com o castelo e a sua característica casa de Skenduli, construída em 1700, no período otomano e considerada uma das mais belas casas dos Balcãs. Lá poderemos encontrar o proprietário e ele nos contará a história da casa e as dificuldades durante a época do comunismo. É preciso caminhar cerca de meia hora porque todos os caminhos são de pedra. Não há chance de o ônibus ir até lá. Gjirokaster, além dos extraordinários valores históricos e culturais, está intimamente ligado ao gênio literário, Ismail Kadare, que fez a literatura albanesa falar em 45 línguas do mundo, apresentando à Albânia a sua história e cultura centenárias. Chegada a Butrint e visita à antiga cidade greco-romana, habitada até finais da Idade Média, declarada Património Mundial pela UNESCO. A antiga cidade de Butrint (também conhecida como Buthrotum nos tempos antigos) já foi uma das melhores e mais belas cidades de todo o Império Romano. 2.400 anos depois, é um lugar que ainda hoje cativa as pessoas. Butrint deveria se tornar um hospício para veteranos das guerras romanas, mas no século III DC. Um terremoto destruiu grande parte da cidade. Muitas das ruínas que vemos hoje são do mesmo terremoto, e a cidade desapareceu do mapa depois disso. Continuação para Saranda. Alojamento.

Dia 5 (quinta-feira) SARANDA-PORTO PALERMO-MONASTÉRIO DE ARDENITSA-BERAT (237 kms)

Café da manhã. Partida em direção a Berat. Viajamos para a parte sul da Albânia, na Riviera Albanesa, que oferece vistas incríveis da costa Jônica. Breve parada em Porto Palermo, onde visitaremos uma fortaleza otomana construída pelo famoso tirano Ali Pasha, que governou estas terras no século XIX. Continuamos nosso caminho até o Mosteiro de Ardenitsa construído no século XIII. No local onde hoje se encontra o Mosteiro, existia um templo pagão dedicado à deusa Ártemis, o que explica a origem do nome Ardenica. Chegada a Berat, conhecida como a “Cidade das Mil Janelas” e declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO. Alojamento.

Dia 6 (sexta-feira) BERAT-DURRËS-TIRANA (130 kms)

Café da manhã. Visita à enorme cidadela de Berat, que ainda hoje é habitada e contém muitas igrejas cristãs ortodoxas e o Museu Onufri com seus ícones do século XVI. Visitaremos a parte baixa da cidade com seus antigos bairros Mangalemi e Gorica às margens do rio Osum. Saída para Durrës, cidade portuária do Adriático, com visita às antigas muralhas medievais, ao anfiteatro romano e ao museu arqueológico. Continuação para Tirana. Visita da cidade com a sua Praça Skanderbeg, o centro da capital albanesa, a Mesquita Et’hemBeu, a Ópera, o Museu Nacional de História e outros ministérios de influência italiana. Alojamento.

Dia 7 (sábado) TIRANA-KRUJA-SHKODËR-TIRANA (225 km)

Café da manhã. Partida para Kruja, cidade medieval no sopé da montanha, que no final da Idade Média foi o centro da resistência anti-otomana, com o antigo bazar do castelo e o Museu Scanderbeg, herói nacional da Albânia do século XV. Continuamos até Shkodër, o maior centro católico da Albânia e uma das cidades mais importantes do país. Visitaremos a fortaleza de Rozafa onde, segundo uma lenda, um jovem patrício teve que ser sacrificado para completar a fortaleza. À tarde retorno para Tirana. Alojamento.

Dia 8 (domingo) TIRANA

Café da manhã. Transferência de aeroporto em horário   a ser  definido  posteriormente.   Fim dos nossos serviços.

HOTÉIS   PREVISTOS Categoria Cidade
OPERA Única TIRANA
HANI I PAZAROT, HOTEL Única KORCE
Cajupi Única GJIROKASTER
BRILANT, HOTEL Única SARANDA
MANGALEM, HOTEL Única BERAT
OPERA Única TIRANA

TARIFA  POR  PESSOA  EM DOLARES   AMERICANOS :

VALIDADE  :  21/7   ATÉ    18/8 
SINGLE :  USD 2.120,00
DUPLO : USD  1.805,00
OPCIONAL   MEIA  PENSÃO:  USD  185,00  por  pessoa  (  6  jantares-  sem bebidas )
VALIDADE  :  1 SET   ATÉ    22/12
SINGLE :  USD 2.030,00
DUPLO : USD  1.715,00
OPCIONAL   MEIA  PENSÃO:  USD  185,00  por  pessoa  (  6  jantares-  sem bebidas )

Traslados   de   chegada  e  saída

Ônibus  durante  todo roteiro  com guia  acompanhante  em idioma   espanhol

Entradas aos  lugares  informados  no  programa.

Forma    de  pagamento:  entrada   ‘a  vista  30%  (PIX)  +  saldo   em 10 x  sem juros  em cartão de  crédito. (Visa/Mastercard/American Express)

***  Pagamento  em Reais  ao câmbio    do  dia

Rolar para cima